30 setembro 2021

Governo conclui pagamento de setembro nesta quinta (30)



O Governo do RN quita o salário do mês de setembro nesta quinta-feira (30), de acordo com o calendário de pagamentos acordado no início deste ano. Com isso, o Executivo Estadual conclui a folha de quase R$ 493 milhões deste mês.

Serão depositados R$ 127,4 milhões, correspondentes aos 70% restantes do salário de quase 35 mil servidores ativos, inativos e pensionistas que recebem acima de R$ 4 mil (valor bruto). Os 30% iniciais foram adiantados no último dia 15. Os 23 mil trabalhadores lotados em pastas com recursos próprios receberão o salário integral nesta quinta, num total de R$ 63,9 milhões.

Ainda neste mês de setembro, a governadora Fátima Bezerra depositou R$ 140 milhões para concluir o pagamento do 13º de 2018. Essa folha já foi quitada em janeiro deste ano para servidores que recebem até R$ 3,5 mil, e em maio para os que recebem até R$ 4,5 mil. Aos trabalhadores que recebem acima desse valor, foi depositado R$ 2 mil e o restante foi pago no último dia 15, encerrando a terceira das quatro folhas em atraso.

A quarta e última folha, no valor de R$ 316 milhões referente a dezembro de 2018, será quitada até maio de 2022, com pagamento iniciado em 31 de janeiro, com mais duas parcelas pagas em março e maio, totalizando um passivo de aproximadamente R$ 1 bilhão de salários atrasados deixados pela última gestão.

Histórico

LEIA MAIS

Fonte: Blog de Robson Pires



Álvaro e Garibaldi nas pesquisas



O Prefeito de Natal (RN) Álvaro Dias autorizou os Institutos de Pesquisas a manterem o seu nome nas avaliações para o Governo do Estado nas eleições de 2022. Mesma coisa deseja o MDB com o nome de Garibaldi Alves Filho para o Senado.

Fonte: Blog de Robson Pires



O “Véi” da Havan “desmoralizou a CPI da Pandemia

 


Ontem (29) um dia que os senadores do chamado G7 da CPI da Pandemia vão querer esquecer, simplesmente Luviano Hang fez propaganda da empresa dele nos principais canais de TVs aberta e fechadas do país, derrubou todas as narrativas da esquerda e como chamam na política entrou grande e saiu gigante.

Botou Omar Aziz no lugar dele quando disse que doou cilindros de oxigênio para a cidade natal do Senador, desmascarou Kajuru, defendeu a liberdade de expressão e no final obteve um ganho político muito grande, pelo andar da carruagem a CPI deu seus últimos suspiros.

Fonte: Blog de Robson Pires



29 setembro 2021

Parabéns para meu sobrinho SUELLITON GALVÃO, mais conhecido por Sussú, por seu aniversário hoje.

 


Nós do Blog de Currais Novos e família de Inácio de Colombita, mandamos os parabéns para meu sobrinho SUELLYTON GALVÃO, especialmente conhecido por Sussú, por seu aniversário hoje, que tenha paz, saúde, felicidade, muitos e muitos anos de vida, FELIZ ANIVERSÁRIO.


Lira culpa governadores por combustíveis mais caros

 


O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) afirmou nesta terça-feira (28) que os impostos estaduais são responsáveis pelo aumento no preço dos combustíveis. Ele declarou que os governadores precisam “se sensibilizar” e “dar sua cota de sacrifício” para que o valor chegue menor para os consumidores.

Em evento de entrega de moradias em Teotônio Vilela (AL), junto do presidente Jair Bolsonaro, Lira anunciou que o Congresso debaterá o projeto que fixa o valor do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). A proposta é de autoria do governo e foi enviada em fevereiro deste ano.

Sabe o que é que faz o combustível ficar caro? São os impostos estaduais. Os governadores têm que se sensibilizar. E o Congresso Nacional vai debater um projeto que trata do imposto do ICMS, para que tenha valor fixo”, disse.

Segundo Lira, fixar o valor do imposto permitirá que o preço dos combustíveis “não fique vulnerável” aos aumentos do dólar e do petróleo. “Se a gente bota o valor fixo de ICMS, o governo do Estado vai continuar recebendo o dinheiro dele, mas não vai receber mais do que a gasolina que é vendida nas refinarias para os postos de combustíveis no Brasil”, afirmou.

Fonte: Blog de Robson Pires



28 setembro 2021

Alta dos combustíveis leva receita com ICMS a superar nível pré-pandemia e faz estados encherem os cofres; No RN não é diferente



As vendas de combustíveis ainda não se recuperaram totalmente da crise provocada pela pandemia, mas a escalada nos preços já garante aos estados uma receita de ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços) com esses produtos maior do que a registrada no mesmo período de 2019.

Com a receita em alta, alguns estados começam a anunciar medidas para tentar suavizar os impactos ao consumidor: o Espírito Santo decidiu congelar o imposto, e Roraima vai reduzir a alíquota cobrada sobre o botijão de gás.

Entre janeiro e setembro, os estados arrecadaram R$ 68,4 bilhões em ICMS sobre produtos de petróleo, uma alta de 24% em relação a 2020, quando o mercado e os preços despencaram com a pandemia. Na comparação com 2019, antes da crise, a alta é de 4,5%.

Folhapress

Fonte: Blog de Robson Pires


Gasolina, diesel e etanol no RN: veja preços dos combustíveis nesta semana

 Preços ficaram estáveis em relação à semana anterior, conforme pesquisa da ANP


Semana sem sustos para os motoristas. A nova pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP), realizada entre 19 e 25 de setembro, aponta estabilidade nos preços dos combustíveis em relação à semana anterior.

O preço médio da gasolina comum ficou inalterado, em R$ 5,97. As cotações mínima e máxima também se mantiveram, com o litro vendido a R$ 5,59 e R$ 6,44, respectivamente.

Já o diesel apresentou leve queda neste intervalo, saindo de R$ 4,94 para R$ 4,46, na média. O preço mínimo encontrado pelos pesquisadores da ANP caiu consideravelmente para R$ 4,09 (antes, estava em R$ 4,70). A máxima ficou idêntica, em R$ 5,13.

Foram consultados mais de 190 postos de combustíveis no Ceará.

Em relação às variações entre os estados, o Piuaí continua com a gasolina mais cara do País quando se considera o valor médio do litro, seguido de de perto por Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro.

O Amapá segue com o litro mais barato do País, por R$ 5,24.

Levando em conta o preço máximo, o topo pertence ao Rio Grande do Sul, onde a gasolina chega a custar R$ 7,23.

  1. Fonte Portal do Agora RN

RANKING PREÇO MÉDIO DA GASOLINA NOS ESTADOS

  1. Piauí: R$ 6,63

  2. Rio Grande do Norte: R$ 6,62
  3. Rio de Janeiro: R$ 6,61
  4. Acre: R$ 6,49
  5. Distrito Federal: R$ 6,42
  6. Goiás: R$ 6,38
  7. Rio Grande do Sul: R$ 6,34
  8. Minas Gerais: R$ 6,31
  9. Tocantins: R$ 6,31
  10. Sergipe: R$ 6,22
  11. Espírito Santo: R$ 6,19
  12. Alagoas: R$ 6,17
  13. Mato Grosso: R$ 6,14
  14. Rondônia: R$ 6,11
  15. Maranhão: R$ 6,11
  16. Bahia: R$ 6,08
  17. Pará: R$ 6,07
  18. Pernambuco: R$ 6,01
  19. Amazonas: R$ 6
  20. Mato Grosso do Sul: R$ 5,98
  21. Ceará: R$ 5,97
  22. Paraíba: R$ 5,94
  23. Paraná: R$ 5,93
  24. Santa Catarina: R$ 5,83
  25. São Paulo: R$ 5,77
  26. Roraima: R$ 5,75
  27. Amapá: R$ 5,24


Índice aponta Natal (RN) como a capital com melhor nota de gestão de contratos com o Governo Federal

 


O município de Natal (RN) é o primeiro colocado, entre as capitais do Brasil, no Índice de Desempenho da Gestão das Transferências Voluntárias da União. Este ranking é produzido pelo Ministério da Economia por meio da plataforma digital “Painéis Gerenciais+Brasil”. Isso significa que a cidade é referência em todo o País no desempenho quanto à qualidade das suas propostas e no processo de gestão dos instrumentos firmados com a União.

Para o cálculo do índice são considerados os seguintes indicadores: qualidade das propostas; capacidade de atendimento das condições da cláusula suspensiva; celeridade na execução do objeto; aderência ao planejamento; conformidade da prestação de contas; entrega da política pública; desempenho financeiro e desempenho do cronograma físico.

O prefeito Álvaro Dias disse que recebeu com muita satisfação o resultado e destacou a importância da equipe de servidores municipais no acompanhamento dos convênios. “Temos que ter atenção aos convênios que são importantes fontes de recursos para Natal. Por isso, a gestão gerencia com muito critério tudo, seja serviço ou obra a ser entregue à população natalense”, comentou o prefeito.

Fonte: Blog de Robson Pires


27 setembro 2021

Governo do RN anuncia decreto para permitir venda direta do etanol; Medida deve causar redução de preços

 


O governo do Rio Grande do Norte anunciou que vai editar um decreto regulamentando a venda direta do etanol das usinas para os postos de combustíveis, sem precisar passar por distribuidoras. O anúncio segue medida autorizada pelo Governo Bolsonaro em agosto, para todo o País, mas que ainda precisava de regulamentação para começar a valer.

De acordo com o secretário de Tributação do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo Xavier, o decreto deverá ser assinado hoje (27) e a expectativa do governo é que haja uma redução no preço dos combustíveis ao consumidor. No entanto, o governo não estimou a redução do preço final do produto e considerou que isso vai depender do mercado.

Ainda de acordo com o secretário, o decreto deverá prever um crédito presumido de 13% para as usinas que operam no estado. “Esse é um benefício que já é concedido às distribuidoras e também será concedido às usinas para que haja uma maior competitividade”, afirmou.

Fonte: Blog de Robson Pires


Rogério Marinho taxa atual bancada do RN no Senado de omissa e diz que ela provoca prejuízos



Em entrevista a Tribuna do Norte, o ministro Rogério Marinho, pré-candidato a senador, aproveitou para criticar a atual bancada potiguar no Senado Federal composta por Zenaide Maia, Styvenson Valentim e Jean Paul Prates. Esse último que deve tentar reeleição ou abrir mão da cadeira para acomodações e acertos políticos no próximo ano.

“Eu acho que nós temos uma bancada de senadores que tem se omitido nas principais discussões econômicas e principais temas que reverberam a favor do Nordeste, em especial no Rio Grande do Norte, gerando um prejuízo para nosso Estado”, disse.

A declaração de Marinho recebeu críticas neste domingo (26) nas redes sociais, por ele ter interesse direto em uma das cadeiras do RN no Senado.

Fonte: Blog de Robson Pires



Auxílio emergencial é pago a beneficiários do Bolsa Família com NIS 7

 


Os beneficiários do Bolsa Família com Número de Inscrição Social (NIS) terminado em 7 recebem hoje (27) a sexta parcela do auxílio emergencial 2021. Os recursos podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem, por quem recebe pela conta poupança social digital, ou sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou do Cartão Cidadão.

O recebimento dos recursos segue o calendário regular do programa social, pago nos últimos dez dias úteis de cada mês. Os pagamentos são feitos a cada dia, conforme o dígito final do NIS. As datas da prorrogação do auxílio emergencial foram anunciadas em agosto.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Veja Mais essa noticia no Blog de Robson Pires, VEJA AQUI.

Fonte : Blog de Robson Pires




26 setembro 2021

GASOLINA NO RN : 20 VEZES ENTRE AS MAIS CLARA DO PAÍS NO ANO.

Em 20 semanas deste ano, das 37 analisadas pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Rio Grande do Norte se manteve entre os cinco estados do País com o maior preço médio da gasolina. O monitoramento da ANP começou na semana de 03 a 09 de janeiro (semana 1) e está na semana de 12 a 18 de setembro (semana 37). Neste período, o Rio Grande do Norte aparece duas vezes em 1º lugar, como estado com o preço médio do litro da gasolina comum mais caro; cinco vezes em 2º; quatro vezes em 3º; cinco vezes em 4º; e quatro vezes em 5º no ranking.

VEJA MAIS ESSA NOTICIA, NO PORTAL DA TRIBUNA DO NORTE, VEJA AQUI.

Fonte : Portal da Tribuna do Norte


Ministério da Saúde distribui mais 5,2 milhões de doses da Pfizer e da AstraZeneca neste sábado (25)



O Ministério da Saúde distribui, a partir deste sábado (25), mais 5,2 milhões de vacinas contra a Covid-19. As doses são destinadas para o reforço dos grupos prioritários, adolescentes e para completar o esquema vacinal. As vacinas da Pfizer e da AstraZeneca devem chegar aos estados e Distrito Federal nos próximos dias.

No total, 4,1 milhões de doses da Pfizer serão destinadas para dose de reforço dos idosos acima de 70 anos, para vacinação de adolescentes grávidas e puérperas, privados de liberdade e para completar o esquema vacinal de quem já tomou a primeira dose da vacina. De acordo com o ministério, o intervalo entre as doses da Pfizer é de 8 semanas.

Nesta distribuição, também serão enviadas 1,1 milhão de doses da AstraZeneca. De acordo com o planejamento do ministério, as vacinas devem ser aplicadas como segunda dose, para completar o ciclo vacinal dentro do prazo recomendado, de 12 semanas.

CNN Brasil

Fonte: Blog de Robson Pires


25 setembro 2021

Estado com 13 mil pessoas na fila de cirurgias eletivas

A fila de cirurgias eletivas no Rio Grande do Norte é de até 13 mil procedimentos, isto é, de pacientes que aguardam uma cirurgia na rede pública do Estado. O levantamento é da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap-RN). Um dos fatores que justificam essa espera por parte dos potiguares é a pandemia de coronavírus, que paralisou, por duas ocasiões, as cirurgias no RN. Em 2021, segundo a Sesap, foram feitas 982 cirurgias no Estado. O período pandêmico em 2020 fez com que o Estado tivesse uma queda de 26% em procedimentos ambulatoriais em relação a 2019, segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Veja mais essa noticia no Portal da Tribuna do Norte, VEJA AQUI.

Fonte: Tribuna do Norte


Ministério aprova dose de reforço para profissionais da Saúde


Para reforçar ainda mais a imunidade de quem está na linha frente do combate à pandemia, o Ministério da Saúde ampliou para profissionais de saúde a vacinação com a dose de reforço contra a Covid-19.

A medida foi definida nesta sexta-feira (24) em reunião na Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (CTAI – Covid).

A nova etapa da imunização deve ser realizada preferencialmente com a vacina da Pfizer. O grupo deverá receber a nova dose seis meses após o profissional ter completado o ciclo vacinal.

“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com o imunizante da Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa é a maior campanha de vacinação da história do Brasil: já são quase 230 milhões de doses aplicadas. Brasil unido por uma #PátriaVacinada”, contou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em publicação no Twitter.

Fonte: Blog de Robson Pires


Profissionais de saúde receberão dose de reforço contra a Covid-19, anuncia Queiroga

 

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta sexta-feira (24), que foi aprovada a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 para profissionais de saúde. A terceira dose será administrada preferencialmente com a Pfizer, para quem tomou o imunizante há mais de seis meses.

A decisão acompanha a orientação anterior da Saúde, sobre dose de reforço para idosos, na qual também foi recomendada apenas a utilização do imunizante da Pfizer.

Os dois públicos foram colocados como prioridade para a terceira dose por Queiroga em 18 de agosto. Segundo o ministro, a presença da variante Delta no país também reforça a necessidade do reforço vacinal.

A cidade de São Paulo começou a inscrição na “xepa da vacina” para profissionais de saúde a partir da quinta-feira (23).

Até o momento, segundo consta no sistema do Ministério da Saúde, 75,9 milhões de doses do imunizante da Pfizer estão disponíveis no país. Já foram entregues 65,5 milhões e 10,4 milhões estão em processo de distribuição.

CNN Brasil

Fonte: Blog de Robson Pires



Alexandre Garcia foi demitido da CNN por falar em tratamento precoce

 O jornalista Alexandre Garcia foi demitido da emissora CNN hoje.



A emissora divulgou uma nota indicando que a decisão foi tomada por ele defender o tratamento precoce.

Veja o comunicado:

A CNN Brasil comunica que rescindiu o contrato com o jornalista Alexandre Garcia nesta sexta-feira (24). A decisão foi tomada após o comentarista reiterar a defesa do tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de medicamentos sem eficácia comprovada. O quadro “Liberdade de Opinião” continuará na programação da emissora, dentro do jornal “Novo Dia”. A CNN Brasil reforça seu compromisso com os fatos e a pluralidade de opiniões, pilares da democracia e do bom jornalismo.

Fonte: Blog de Robson Pires













 

24 setembro 2021

Veja o que muda com aprovação da Reforma Eleitoral

 



Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (22), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Eleitoral, que traz mudanças nas regras para as eleições no país.

O Senado aprovou, na noite desta quarta-feira (22), a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da Reforma Eleitoral, que traz mudanças nas regras para as eleições no país.

O texto agora segue para promulgação pela mesa do Congresso, em sessão conjunta com membros da Câmara e do Senado. Por se tratar de uma PEC, não é necessário sanção presidencial, mas, para valer já a partir das eleições de 2022, é preciso que a proposta seja promulgada até 2 de outubro, um ano antes do próximo pleito.

Para evitar que o texto retornasse à Câmara e adiasse sua promulgação, a relatora da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS), decidiu manter no texto final que foi para votação no plenário apenas os pontos de concordância entre deputados e senadores.

Destaque da reforma eleitoral é veto às coligações, diz cientista político
Entre os pontos mais polêmicos retirados por falta de consenso estava a volta das coligações partidárias em eleições proporcionais (deputados e vereadores). A coligação partidária nessas circunstâncias havia sido extinta na reforma eleitoral de 2017, mas deputados tentaram reintroduzi-la.

Já entre os principais pontos aprovados que podem valer já a partir da próxima eleição estão alterações nas regras de fidelidade partidária e mudanças nas datas de posse do presidente da República e de governadores.

Confira as mudanças nas regras para as eleições com a aprovação da PEC:

Nova data para as posses do presidente e de governadores
A partir das eleições de 2026 — portanto, a partir de janeiro de 2027 –, as posses do presidente da República e dos governadores dos estados e do Distrito Federal não acontecerão mais no dia 1º de janeiro, como ocorre atualmente.

O presidente e seu vice tomarão posse a partir de 5 de janeiro; já os governadores e seus vices assumirão o cargo no dia 6 de janeiro.

Incentivo a candidaturas de negros e mulheres
Os votos dados a candidatos negros e mulheres serão contados em dobro para efeito da distribuição dos recursos dos fundos partidário e eleitoral de 2022 a 2030.

Essa contagem em dobro será aplicada apenas uma vez, ou seja, os votos para uma candidata negra, por exemplo, não poderão ser contados em dobro duas vezes (por ser mulher e por ser negra).

A medida serve para incentivar a candidatura desses grupos, que ainda são minoria nos Poderes.

Fidelidade partidária
Com a nova regra, deputados federais, estaduais e distritais e vereadores que saírem de um partido pelo qual tenham sido eleitos não perderão o mandato se a legenda concordar com a saída.

Atualmente, quando trocam de partido os parlamentares seguem com o mandato apenas em casos de “justa causa”, que, segundo a lei 9.096, de 1995, seriam: “mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário; grave discriminação política pessoal; e durante o período de 30 dias que antecede o prazo de filiação exigido em lei para concorrer à eleição”.

Entre outros pontos, a PEC prevê também uma regra para impedir que, em caso de incorporação de partidos, eventuais sanções aplicadas à legenda incorporada sejam transferidas para a sigla incorporadora nem aos seus novos dirigentes, exceto aos que já integravam o partido incorporado.

Consultas populares
A PEC definiu regras também para a realização de consultas populares sobre questões locais, que devem ser feitas junto com as eleições municipais.

Essas consultas teriam que ser aprovadas pelas câmaras municipais e encaminhadas à Justiça Eleitoral até 90 dias antes da data das eleições, e as manifestações dos candidatos sobre essas questões não poderão ser exibidas durante a propaganda gratuita no rádio e na televisão.

CNN Brasil

Fonte: Blog de Robson Pires

Rogério “Monte das Gameleiras” Marinho vai lançar candidatura no RN



O Ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, marcou uma viagem ao Rio Grande do Norte (RN), seu reduto eleitoral, para lançar a candidatura ao Senado e distribuir tratores e caminhões comprados com recursos do orçamento secreto.

A agenda dupla começará, no domingo, em Caraúbas (RN), num evento privado com prefeitos, onde dará largada à pré-campanha e terminará, na segunda-feira, em Mossoró (RN), numa solenidade oficial da pasta, em que doará máquinas pesadas a 39 municípios potiguares. A realização dos atos, em sequência, é questionada por opositores como abuso de poder político.

ESTADÃO

Fonte: Blog de Robson Pires